quarta-feira, 13 de maio de 2020

Bolo pudim ou como fazer um bolo e um pudim ao mesmo tempo... e na mesma forma.


Aqui está uma receita incrível!! Deliciosa e descomplicada. Basta seguir as etapas e não tem erro. De uma vez só, temos um delicioso bolo de chocolate molhadinho e um um pudim de leite super cremoso. 


Tudo com direito a um truque de mágica, pois durante o processo de assar, o pudim e bolo invertem suas posições. O bolo que estava embaixo sobe e o pudim que estava encima, desce para o fundo da forma. 


A receita é bem antiguinha. Foi passada pelo chef Edu Guedes. O melhor de tudo é que sempre dá certo, mas, é preciso ser bem cuidoso com as medidas. Usar sempre colheres e xícaras medidoras, que aí, não dá ruim, nunca!

Bolo pudim do Edu Guedes.

Ingredientes:

Para a calda:
1 xícara (chá) de açúcar
1/2 xícara (chá) de água

Para o bolo:
2 ovos inteiros
1/2 xícara (chá) de açúcar
75 gramas de manteiga em ponto de pomada
3/4 de xícara (chá) de farinha de trigo
1/4 de xícara (chá) de leite integral
1/4 de xícara (chá) de chocolate em pó (tipo chocolate dos frades da Nestlé.Não use achocolatado)
1/2 colher (sopa) de fermento em pó para bolo

Para o pudim:
2 ovos inteiros
1 e 1/2 xícaras (chá) de leite integral
3/4 de lata de leite condensado 

Modo de fazer:
Comece pela calda. 


Coloque o açúcar e a água em uma frigideira ou panela. Usei uma frigideira inox fundo triplo.Leve ao fogo médio.


Depois de aproximadamente 10 minutos a calda começa a escurecer. Desligue o fogo, pois vai continuar escurecendo. Movimente a panela ou frigideira, delicadamente, fazendo circulos, assim vai misturar bem.


Despeje o caramelo em uma forma média (20 cm). Pode ser forma de anel. Reserve.


Agora comece a fazer o bolo. Coloque em uma tigela os ovos, o açúcar e a manteiga. Bata bem.


Junte a farinha. Bata  mais um pouco. Junte o leite e continue a bater bem, até ter um creme firme e liso. 


Adicione o chocolate em pó. Bata mais um pouco até misturar bem. Finalmente, adicione o fermento e misture tudo delicadamente. Reserve.

A seguir faça o pudim. Coloque no copo do liquidificador : o leite, os ovos e o leite condensado. Bata bem.


Com tudo pronto, comece a preparar para assar. Enquanto isso pré aqueça o forno em 200 graus e ferva 600 ml de água para o banho maria.


Despeje a massa do bolo na forma que já está caramelizada. Espalhe a massa para que fique mais ou menos uniforme.


Despeje todo o pudim batido no liquidificador, sobre a massa de bolo que está na forma. Faça isso delicadamente, no centro da massa de bolo. Não se preocupe se misturar um pouco. Depois a "mágica" acontece.


Despeje água quente em uma forma maior e leve ao forno já pré aquecido. Coloque a forma menor, com o bolo pudim, dentro dessa forma com água quente. Deixe no forno em 200 graus por mais ou menos 60 minutos ou até que o bolo fique bem firme e dourado, descolado das bordas da forma.


Desligue o forno e tire a forma de banho maria. 


Tire a forma de dentro do banho maria e deixe esfriar.


Desenforme depois de frio. O pudim e a calda ficam na parte de cima, e o bolo molhado pela calda, fica embaixo. Essa é a "mágica" dessa receita deliciosa.



segunda-feira, 13 de abril de 2020

Mousse de chocolate ou a receita fácil da Giada de Laurentiis






Essa mousse é escandalosamente fácil de fazer e muuuuuito gostosa. Fiz para a Páscoa e como achei que a receita estava para lá de aprovada, vou deixar postada. Vi no programa da Chef italo americana Giada De Laurentiis. Achei fácil demais e resolvi testar. Adorei o resultado. A mousse fica firme o suficiente para desenformar , sem perder a delicadeza. Textura fofa, aveludada e cremosa. Se quiser uma mousse sabor Capuccino, acrescente meia xícara de café forte ou 1 colher (chá)  de café solúvel à receita. Se quiser caprichar ainda mais, cubra com raspas ou confeitos de chocolate. Vale a pena experimentar.


Mousse da Giada

Ingredientes;
700 ml de leite integral
4 colheres (sopa) de açúcar
1 xícara (chá) de gotas de chocolate ao leite
1 colher (café) de extrato de  baunilha (opcional)
1 envelope de gelatina sem sabor ( 12 g)
opcional para sabor Capuccino: 1/2 xícara (café) de café forte ou 1 colher (chá) de café solúvel

Modo de fazer:
Separe os ingredientes. Usei este chocolate de cobertura. 


Coloque o leite em uma panela, junte o açúcar, a baunilha e misture bem . Leve ao fogo baixo para aquecer. Quando começar a ficar quente, separe meia xícara de leite. Reserve.


Adicione o chocolate, picado em em pedaços pequenos ou em gotas. Mexa para dissolver.  CUIDADO, não deixe o leite ferver. Desligue o fogo antes disso e continue mexendo. 



No leite que ficou reservado em uma xícara, adicione a gelatina em pó. 


Misture bem.


Junte a gelatina dissolvida ao leite e misture tudo, muito bem. Não se preocupe se ficarem alguns grumos.


Despeje tudo no copo do liquidificador.


Bata bem, até tudo ficar bem dissolvido. Se quiser, pode peneirar antes de colocar na forma, para evitar qualquer grumo.


Despeje em uma forma de silicone ou em tacinha individuais.


 Cubra com filme plástico e leve ao refrigerador por pelo menos 8 horas. Até ficar bem firme. Para desenformar, o ideal é deixar de um dia para o outro, ou roubar no jogo, como eu, deixando 1 hora no freezer, um pouco antes de servir.


 

Desenforme e sirva....é só alegria. 

quarta-feira, 1 de abril de 2020

Conserva de berinjela à moda do sul da Itália.



( com pimentão amarelo)





                                     ( com pimentão vermelho )


Esta receita é da minha tia Amancita que mora em Buenos Aires. Ela nos ensinou como fazer, em uma de suas visitas à nossa casa aqui no Brasil. 
Contou que aprendeu com uma senhora italiana, lá na Argentina. É um receita bem antiga e muito fácil de fazer.

 Aqui em casa, acabamos incrementadando a receita com azeitonas e adaptando os temperos, ao nosso paladar. Mas o melhor de tudo é que essa receita continua simples e deliciosa. Pode ser consumida quente ou fria. Mantida na geladeira, em pote fechado, fica perfeita por mais de 15 dias.
Experimente. Fica uma delícia sobre uma fatia de pão italiano bem fresquinho.


Conserva italiana de berinjela.

4 berinjelas grandes
1 colher (chá) de sal
1 cebola grande picada em tiras finas
1 pimentão vermelho ou amarelo picado em tiras finas
3 tomates maduros, descascados e picados em cubos
1 colher (sopa) de extrato de tomate
1/2 pimenta dedo de moça (usei verde)
orégano
pimenta do reino
sal à gosto
3 colheres (sopa) de azeite
10 azeitonas pretas - opcional (usei azapa)


 Descasque e corte as berinjelas em rodelas. E depois corte as rodelas em tiras finas.


 Coloque as tiras em uma peneira ou escorredor e tempere com 1 colher de (chá) sal. Ponha a peneira ou escorredor dentro de uma tigela grande.  Deixe descansando por pelos menos 20 minutos.


 Com as mãos, aperte bem as tiras de berinjela para que saia todo o caldo marrom. 


Lave em água corrente. Aperte bem e deixe escorrer. Reserve.


Pique os outros ingredientes.


 Em uma panela, refogue a cebola no azeite. Frite até murchar. Junte a pimenta dedo de moça. Continue fritando.


Refogue bem. Acrescente o pimentão. Refogue mais um pouco.


 Acrescente o tomate e continue mexendo e refogando.


Esprema todo o caldo restante nas berinjelas que estavam reservadas e adicione ao refogado. Misture bem. Tempere com orégano e pimenta do reino. Junte o extrato de tomate. Refogue mais um pouco. Prove o sal e corrija se precisar.


  Siga cozinhando em fogo baixo, por mais ou menos 5 minutos ou até que a berinjela fique bem macia.


 Adicione as azeitonas. Misture.  Sirva quente ou fria acompanhada de rodelas de pão fresco tipo italiano ou casca de crosta mais firme.

quinta-feira, 26 de março de 2020

Macarrão ao pesto tipo genovese ou fortalecendo a imunidade com zinco.





Este post começa um pouco diferente. Não vou dar solução mágica, mas aponto um caminho para combater não só o COVID-19, mais conhecido como Coronavírus, e sim, todos os outros tipos de doenças a que estamos expostos todos os dias.

Primeiramente, como profilaxia, manter medidas de higiene como lavar as mãos com água e sabão, não compartilhar talheres/copos ou evitar tocar boca e olhos. Medidas que devem estar presentes em nossas vidas SEMPRE.

Hábitos que devem ser ensinados às crianças, como parte da educação. Assim, evitaríamos a propagação de muitas doenças, como por exemplo a conjutivite, gripe ou até a tuberculose, que até o momento matou mais que o coronavirus, no mesmo período.

 De acordo com a OMS : Tuberculose ou TB, em inglês, é uma das dez maiores causas de morte em todo o mundo. São 10 milhões de novos casos notificados por ano e matando mais de 1 milhão de pessoas. Em média mata 4500 pessoas por dia.

Agora, vou falar do que considero fundamental para combater essa e qualquer outra doença: buscar o bem estar do corpo e da mente. Alimentar-se bem, dormir bem e procurar ser positivo no dia a dia.
São as armas mais poderosas para essa batalha.

Na alimentação, procure manter cardápios variados e com o maior número de nutrientes possíveis. Nunca esqueça de incluir de hortaliças e frutas frescas.

No caso dessa pandemia do COVID-19, é preciso manter o foco na alimentação saudável que fortaleça as defesas naturais do organismo. Que potencialize a imunidade do seu corpo. Afinal, a imunidade é decisiva tanto na hora de evitar uma doença quanto na hora de combate-la, quando já está instalada .

Um grande aliado nessa hora é o zinco, um mineral fundamental em inúmeras funções do organismo. Desde a cicatrização de ferimentos até a importante função de manter ativa a imunidade do corpo.

Na dieta vegetariana e principalmente na vegana, a obtenção do zinco através dos alimentos, é mais complicada, pois a fontes mais poderosas são ovos, leite integral e frutos do mar.

Sendo assim, para suprir o aporte de zinco, vegetarianos e veganos devem incluir diariamente algumas porções de alimentos ricos nesse mineral: castanha do Pará, nozes, amendoas, castanha de cajú, feijão, chocolate amargo, amendoim ou sementes de linhaça.
 Beba muita água, que também é fonte desse mineral.

Mantenha o hábito de consumir as castanhas e porções de amendoim, fazendo um "lanchinho" entre as refeições. Não abandone o arroz e feijão de todo dia. Junte sementes de linhaça na salada, como se fosse um tempero extra.

Também prefira pães enriquecidos com sementes e castanhas, sempre que possível.

São hábitos saudáveis, que quando levados a sério,  reforçam a imunidade e mantém a boa saúde.

Vou deixar um receita fácil, rica em zinco e muito prática para variar o cardápio do dia a dia. Esse pesto pode ser feito em quantidades maiores, guardado em um pote na geladeira por até 20 dias.
Quando quiser fazer uma massa caprichada, retire a quantidade necessária, adicione um pouco da água do cozimento do macarrão, emulsione bem  e misture ao macarrão cozido e escorrido.

Macarrão ao pesto tipo genovese
( Rende 4 porções)
Ingredientes:
250 gramas de macarrão de sua preferencia (usei linguine grano duro)
1/2 xícara (chá) de azeite de oliva extra virgem
1 xícara (chá) de folhas de manjericão fresco
1 dente de alho sem a "alma" (explico abaixo)
3/4 de xícara (chá) de nozes ou castanha do Pará picadas (a receita original leva pignoli ou pinoli)
1 xícara (chá) de queijo tipo parmesão ralado
1 xícara (chá) de água do cozimento do macarrão
pimenta do reino
sal à gosto

Modo de fazer:



Primeiro, descasque o alho corte ao meio e tire aquele tubinho amarelado que fica bem no meio do alho. Essa é a "alma" e é reponsabilizada por causar o mau hálito nas pessoas que comem o alho cru.



Coloque no copo de liquidificador o azeite, as folhas de manjericão, o dente de alho e as nozes. Bata bem.


Cozinhe o macarrão conforme as instruções do fabricante. 



Quando estiver "al dente". Escorra, mas não esqueça de reservar 1 xícara (chá) da água da fervura.



Coloque o queijo parmesão no copo do liquidificador, junto com os outros ingredientes. Bata mais um pouco. Junte a água do cozimento do macarrão. Bata um pouco. Corrija o sal se necessário e tempere com pimenta do reino. Bata bem.



Despeje o conteúdo do copo do liquificador, no macarrão já escorrido e devolvido à panela.



Misture muito bem e sirva imediatamente.








quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

Churrasco havaiano de camarão e salmão ou churrasco "Hawaii 5.0"



Aqui todas as peças grelhadas, e colocadas em uma forma de pizza, prontas para o self service.


Aqui porção individual de salmão, camarão e abacaxi.


Aqui porção individual, só camarão e abacaxi.

Quer impressionar na hora do churrasco? Então experimente este churrasco havaiano, que aqui em casa apelidamos de churrasco "Hawaii 5.0" em homenagem ao seriado de TV.

É uma explosão de cor, sabor e aroma. O sabor do camarão e do abacaxi grelhado fazem um casamento perfeito. O salmão completa o cenário. Os acompanhamentos ficam por conta da imaginação e da disponibilidade financeira de cada um. O mesmo quanto ao tamanho do camarão. Pode ser feito com camarão de qualquer tamanho, mas tem que ser muito fresco. O salmão pode ser em filé ou posta. O ideal é que seja feito em filé com pele, para que a pele fique em contato direto com a grelha bem quente e preserve o filé em seu formato.

A churrasqueira pode ser a convencional com carvão/ lenha ou  se não tiver ou morar em apartamento, use uma churrasqueira elétrica. O resultado sempre é muito bom. Serve 5 pessoas.

Experimente!

Churrasco "Hawaii 5.0"

Ingredientes:
1 kg de camarões graúdos (muito frescos)
500 gramas de filé de salmão fresco ( com pele)
1 abacaxi tipo pérola, descascado e fatiado em rodelas
1/4 de xícara (chá) de salsinha picada
3 dentes de alho picados
1/2 pimenta dedo de moça picada
3 colheres (sopa) de sal marinho
pimenta do reino à gosto
3 colheres (sopa) de azeite de oliva


Modo de fazer:
Uma hora antes do inicio do churrasco, comece a temperar o camarão e o salmão.


Lave bem o camarão e escorra. Coloque em uma tigela e junte a salsinha picada, o alho, a pimenta do reino, a pimenta vermelha e 2 colheres (sopa) de sal marinho.
Reserve.

Corte o filé de salmão em tiras de mais ou menos 6/7 cm. 


Coloque em uma tigela e adicione pimenta do reino e 1 colher (sopa) de sal marinho. Espalhe bem o sal e a pimenta na superfície das tiras. Tanto na carne quanto na pele.
Reserve.

Descasque e corte o abacaxi em rodelas.

Aqueça a churrasqueira.  

Quando a grelha estiver quente. Pincele a superfície da grelha com azeite. Faça o mesmo com cada peça de camarão e salmão. Vai dar sabor e ajudar que não grude na grelha.


Comece com o camarão e o abacaxi.



Mantenha o fogo sem chamas altas para não queimar. Grelhe dois lados, até que fiquem dourados e assados, inclusive o abacaxi, que deve ficar caramelizado.

A seguir grelhe o salmão. Comece pincelando a grelha e as tiras de salmão com o azeite.


Coloque delicadamente, na grelha bem quente, com a pele para baixo.
Quando a pele começar a tostar e soltar da carne, vire delicadamente, com o auxílio de uma espátula. Grelhe mais um pouco e retire do fogo.
Sirva imediatamente, da forma que desejar. Porções individuais ou tipo travessa self service.