quinta-feira, 18 de junho de 2009

Flores de outono, gatos e reformas.


Estamos em meio a uma reforma voltada para a conservação da casa. A velha senhora já tem 30 anos e requer um pouco mais de atenção. Embora as obras sejam necessárias, acarretam um bocado de transtorno e poeira. Durante esse período é preciso fazer uma série de ajustes nas rotinas da casa e nos espaços disponiveis, e como sempre os que mais protestam e se sentem incomodados são os gatos. Senhores de tudo e impedidos de circular livremente, tem se mostrado irritados e teimosos. Mas, eles não são as unicas vitimas. Silenciosas, mas não menos sofredoras, são minhas plantas. O jardim e o pomar estão cobertos de pó. Os vasos e jardineiras de temperos estão deslocados de seu lugar original e estranham muito as novas condições de vento e sol. Minhas pobres plantinhas ....sujas e negligenciadas.
Hoje amanheceu chovendo. Péssimo para as obras e uma benção para meu mundinho vegetal. Lavaram suas folhinhas e renovaram suas energias. Os gatos, bem , esses continuam emburrados. Não querem molhar suas mimosas patinhas no quintal encharcado.
Quem me conhece sabe que sou absolutamente apaixonada por orquideas. Elas tem sofrido bastante com a atual situação, mas mesmo assim tem florido.
Reconheço que ainda não sei lidar muito bem com elas. Infelizmente já deixei morrer um bom numero delas, apesar do meu empenho e dedicação. Mas não me considero vencida, estou lendo muito e pesquisando sobre elas. Espero não torturar mais nenhuma probrezinha. Tenho conseguido bons resultados com essas jóias que aparecem na foto acima (colhidas pouco antes da nuvem de poeira tomar conta de tudo). Todos os anos me recompensam com sua florada deslumbrante. Sempre corto algumas flores para colocar no meu vasinho de cabeceira e assim repouso meus olhos nessa beleza ao deitar e despertar. Nada melhor do que isso para abrandar meu humor que já esta rivalizando com o dos gatos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário