quinta-feira, 31 de julho de 2014

Baked Potato


Adoro Baked Potato e confesso que ainda não encontrei alguém que não goste. Com várias opções de cobertura e uma consistência cremosa capaz de agradar crianças e adultos, as baked potatoes são uma opção muito bem- vinda. No inverno então, é pura perfeição. Deliciosas e fáceis de fazer. Com uma vantagem adicional, pois cada um pode customizar sua batata. Assim, a cobertura fica de acordo com o gosto do freguês.Acho até, que essa é uma das razões para o sucesso deste prato. Solte sua imaginação e mãos à obra!!

Baked Potato
(para 4 pessoas)
Ingredientes:
4 batatas grandes
1 colher (sopa) cheia de sal
1/2 xícara (chá) de cebolinha picada (usei ciboulette)
1 xícara (chá) cheia de presunto cortado em cubinhos pequenos
1 e 1/2 xícara (chá) de queijo prato ralado
1 xícara (chá) de requeijão cremoso ou cream cheese
1 colher (chá) de azeite
sal
pimenta do reino
Modo de fazer:
Lave muito bem as batatas, deixe a casca e leve para cozinhar com água suficiente para cobrir. Coloque o sal e deixe cozinhar até que fiquem macias porém firmes. Mais ou menos 30/35 minutos.

Espete com um garfo, para ver se esta macia. Escorra a água e deixe esfriar um pouco.



Separe os ingredientes.



Não deixe as batatas esfriarem totalmente. Comece a trabalhar com elas, assim que puder manusear sem queimar as mãos. Com uma colher, raspe um pouco da polpa da batata, formando pequenas barquinhas. Reserve a polpa retirada.



Em uma tigela, misture a polpa das batatas, com o requeijão, o azeite, sal, pimenta do reino e a cebolinha. Misture bem.

Unte uma forma com azeite. Coloque as batatas previamente escavadas. Preenche com a mistura da polpa.


 Cubra com presunto picadinho.

Finalize com o queijo. Leve ao forno pré aquecido em 180 graus por aproximadamente 30 minutos ou até que fique no ponto em que começa a dourar.



Retire do forno e sirva!!
Coberturas alternativas:
queijo + bacon
queijo + queijo gorgonzola
queijo + catupiry

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Stamppot

Stamppot é um prato típico da Holanda. O nome vem de amassar , pois amassamos os ingredientes até obter um generoso e encorpado purê. Como todo prato cujas origens vem do campo, sua característica principal é a simplicidade. Fácil de fazer, saboroso e farto. Perfeito para o inverno. Surgiu nas fazendas, onde havia fartura de batatas e verduras. Aos poucos chegou a cidade e conquistou todos os lares. Cada família tem seu truque, seu tempero, sua receita, mas, a base é: escarola, batata, bacon e linguiça. Alguns incrementam a mistura com manteiga e leite. Em nossa casa, fazemos a versão da família Wilderom, receita que já está conosco há pelos menos meio século. 
Para quem quiser experimentar, fica a sugestão!!

Stamppot.
(receita para 4 pessoas)
Ingredientes:
1 escarola grande
2 xícaras (chá) de vinagre de vinho branco ou de maçã
1 xícara (chá) de água
1 colher (sopa) de sal
2 colheres (sopa) de açúcar
1,5 quilo de batatas descascada e cortada em cubos 
1 colher (sopa) rasa de sal
150 gramas de bacon picado em cubinhos
1 colher (sopa) de azeite de oliva
700 gramas de linguiça de lombo grelhada
Modo de fazer:

Lave bem a escarola e deixe escorrer.



Pique em tiras finas.Tempere com a água, vinagre, sal e o açúcar. O sabor deve tender mais para o doce do que para o azedo. Misture bem e deixe repousar por 20 minutos.
Descasque e pique as batatas. Dica: opte pelas batatas mais redondas, especiais para cozimento. Rendem uma massa mais saborosa do que as batatas próprias para fritura.

Leve as batatas ao fogo com água suficiente para cobrir e tempere com o sal. Mais ou menos 25/30 minutos em fogo médio ou até que fiquem bem macias.



 Escorra o excesso de liquido da chicória.



Coloque a chicória picada sobre as batatas cozidas na panela.



Amasse bem.Tampe e reserve.



Frite o bacon no azeite, até que fique bem crocante.



Despeje sobre a mistura que estava reservada. Amasse mais um pouco e misture bem.

Sirva bem quente acompanhado de linguiças de lombo grelhadas ou fritas.
Bom apetite ou "eet smakelijk" !!    

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Bolo formigueiro


Tenho acompanhado com atenção, um verdadeiro "revival" de receitas antigas de bolo. Delicias que estavam esquecidas em velhos caderninhos de receitas e hoje fazem a alegria dos mais jovens. Hoje, como antigamente,o bolo quentinho recém saído do forno, voltou a ser sinonimo de aconchego, de lar e de família. No meu caderninho de receitas, tenho uma receita muito querida, que me foi passada (depois de muita insistência minha) por uma senhorinha, cozinheira de mão cheia e velha amiga da família: Dona Elisa. Era o bolo Formigueiro, que é o meu post de hoje.Um clássico, do domingo à tarde, nos anos 70. Perfeito para o café da tarde com a família, ou para agradar uma visita inesperada. Rápido e fácil de fazer. Tem uma textura diferente dos bolos fofinhos. Esfarela a cada mordida e o sabor é uma delícia. Normalmente é assado em forma de anel (aquela com um furo no meio), mas como atualmente ando apaixonada pelos mini bolos, apliquei a receita à esse formato. Rendeu 4 mini bolos grandes.

Bolo Formigueiro.
Ingredientes:
150 gramas de manteiga (temperatura ambiente)
3 ovos
1 xícara  (chá) de açúcar
1 xícara ( chá) cheia de farinha de trigo
1 xícara (chá) de chocolate granulado
100 gramas de coco ralado fino
1 colher (sopa) rasa de fermento para bolo
1 colher (chá) de manteiga para untar a forma
1 colher (sopa) de farinha de rosca para polvilhar a forma
1 colher (sopa) de açúcar de confeiteiro para polvilhar no bolo

Modo de fazer:



Em uma tigela, coloque a manteiga, os ovos e o açúcar.

Bata até obter um creme liso e uniforme.
Junte o coco ralado e o chocolate granulado.


Misture bem, Junte o fermento e misture delicadamente.


Unte a forma(s) com manteiga e polvilhe farinha de rosca.


Despeje a massa na forma(s) .Leve ao forno pré aquecido em 180 graus por aproximadamente 40-45 minutos, ou até que o bolo fique firme e dourado. Sirva polvilhado de açúcar de confeiteiro.