sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Bagels: o sabor de New York em sua casa.

Adoro bagels. O sabor neutro que combina perfeitamente com recheios doces e salgados. A textura equilibrada entre uma crosta crocante e um miolo macio. O delicioso ritual de segurar uma bagel fresquinha, no café da manhã ou no brunch de domingo, cortar ao meio e rechear, nem que seja apenas com manteiga.


Uma especialidade das padarias  de  NYC, são raramente encontradas aqui em São Paulo. Mesmo nos Estados Unidos esse ícone novaiorquino, concentra-se na costa leste. Pelo resto do país, o que se vê é a forma industrializada, bem descaracterizada e amolecida. A bagel fresquinha e crocante é um artigo raro e caro ($ 6.00 a 7.50) no resto do pais. Podem ser simples, sem cobertura, ou com sementes.
Procurei por um bom tempo a receita ideal (fácil) dessa gostosura. Encontrei esta que vou deixar, para aqueles que quiserem ter um brunch com gostinho de domingo em New York. 

Bagel
(pronuncia-se be-gol)
Ingredientes:
2 colheres (chá) de fermento biológico seco
500 gramas de farinha de trigo peneirada ( prefira a de melhor qualidade - usei D. Benta Reserva especial)
1 e 1/2 colher (chá) de sal
1 e 1/2 colher (sopa) de açúcar
1 e 1/4 de xícara de água mineral ( reserve mais 1/4 de xícara se necessário para dar a liga à massa)
1 ovo batido
opcional:sementes de gergelim branco, papoula ou qualquer outra de sua preferencia.

Modo de fazer:
Em uma tigela, misture bem a farinha peneirada, o sal, o açúcar e o fermento. Junte a água aos poucos, e vá misturando com as mãos. Se a  massa ainda estiver muito seca, utilize o restante da água ( 1/4 de xícara que ficou reservada). No meu caso eu precisei utilizar. 



Transfira a massa para uma superfície lisa e enfarinhada. Amasse bem. . Se tiver máquina de fazer pão, pode utilizar o ciclo massa, para sovar ou como eu, solicite e aproveite a força das mãos masculinas.




 Quando a massa estiver lisa e macia, coloque em uma tigela e cubra. 


 Deixe crescer até dobrara de tamanho.
Leve novamente para a superfície enfarinhada e corte em 8 pedaços mais ou menos iguais. Com as palmas das mãos, molde em forma de bolinhas. Achate-as pressionando contra a superfície previamente enfarinhada.



Fure o centro das bolinhas achatadas, usando o dedo ou o cabo de uma colher de pau.
Deixe-as descansando mais alguns minutos. Enquanto isso, pegue uma panela funda com boca larga. Encha com água até a metade e leve ao fogo. Pré aqueça o forno em 180 graus.


Quando a água  começar a ferver, coloque as bagels na água. Evite colocar mais que duas por vez.. Deixe um minuto e vire. Deixe mais um  minuto e tire com o auxílio de uma escumadeira.
Deixe escorrer em uma grelha ou rack.
Faça isso com todas as bagels. 
Quando terminar, pincele com o ovo batido e se quiser espalhe as sementes sua preferencia. Eu usei gergelim branco.
Quando terminar, unte uma forma com um pouco de óleo e leve para assar por aproximadamente 30 minutos..
Espere até que fiquem douradas e com superfície crocante.



Retire do forno e delicie-se !!

sábado, 2 de novembro de 2013

Pão Bauru delicioso!

A maioria das pessoas que conheço adora pão de frios. Principalmente os mais jovens. Há muitas receitas, mas todas bem parecidas, que lembram muito o que encontramos nas padarias. Eu queria que minha receita tivesse um sabor mais marcante, que lembrasse uma pizza ou algum assim. A solução veio de um pote de tomate seco em conserva que estava na geladeira. Embora eu adore, meu marido não é fã, principalmente pela da consistência do tomate seco. Portanto evito usa-lo. Mas, utilizando bem batido e misturado à massa...sucesso!! Ele adorou, e o pão ficou delicioso, cheiroso e com uma cor linda. Já na primeira mordida ele comentou: 
- Ficou com gosto de Bauru! 
E assim ficou com o nome do tradicional lanche paulista. A receita é muito fácil  e o resultado...confira nas fotos passo a passo!!

Pão Bauru.
Ingredientes:
4 xícaras (chá) de farinha de trigo peneirada
300 ml de água (de  preferência usar água mineral)
1/2 xícara (chá) de tomate seco em conserva no óleo
1 colher (chá) de sal
1 colher (chá) de fermento biológico seco
200 gramas de presunto fatiado
200 gramas de mozzarella (mussarela) fatiada

Modo de Fazer:  

Ponha a água e o tomate no liquidificador.


Bata até que o tomate fique quase que totalmente dissolvido. Reserve.

Em uma tigela, peneire a farinha, junte o sal e o fermento biológico. Misture bem os ingredientes secos e abra uma pequena cavidade no centro.



Despeje o tomate batido no centro e vá misturando a massa com o auxílio de uma colher. Quando estiver razoavelmente misturado, comece a amassar com a mão, dentro da própria tigela. Não é necessário trabalhar muito a massa, apenas mistura-la muito bem e deixa-la uniforme.
O ponto ideal é quando ela começa a ficar mais macia e  soltar-se facilmente das mãos. Polvilhe um pouco de farinha, cubra e deixe crescer até dobrar de tamanho (mais ou menos 3 horas).
Polvilhe com farinha uma superfície lisa. Coloque a massa no centro e comece a esticar com o auxílio de um rolo (ou uma garrafa limpa, se não tiver rolo). Estique para os lados e para cima, dando uma forma retangular.

Deixe a massa com mais ou menos 1 cm de espessura.
Cubra com as fatias de presunto.
Depois cubra com o queijo.
Comece a enrolar. Se quiser um pão pequeno com muitas camadas, para assar em forma de pão. Enrole a partir da lateral menor, no sentido do comprimento. No meu caso, queria fazer o pão como se fosse uma rosca, então enrolei a partir da lateral maior.


Vá enrolando e apertando a massa, para que fique bem colada ao recheio.
Terminando de enrolar dessa forma você terá  duas opções: ou assa assim, na forma de uma baguete, ou junta as pontas e faz uma rosca.


Optei pela rosca. Juntei as pontas, coloquei em uma forma untada com azeite, e fiz pequenos cortes superficiais na massa. Cubra e deixe crescer mais uma hora.
Leve para assar em forno pré aquecido em 180 graus.
Depois de mais ou menos 35 minutos, o pão esta pronto. Dourado e com crosta crocante. O queijo colado ao presunto, derretendo e escorrendo pela massa. Delicia pura!!