quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Happy New Year ....Feliz 2012!!

Desejo à todos que tem acompanhado nosso blog, um Ano Novo cheio de alegria, saúde e prosperidade. Feliz 2012!!

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Smoked haring...o defumador, a imensa saudade do opa Wilderom e de suas cavalinhas defumadas.


Ao ver o titulo e a foto que ilustra o post, qualquer um vai pensar que eu fiquei maluca. Ela fala de peixes e fotografa linguiças??!!
Calma, eu explico. Tudo começou em outubro.  Perdemos o vovô Wilderom, aos 86 anos, muito bem vividos. Ficamos muito tristes, e saudosos. E como é natural, relembramos de muita coisa que havíamos passado juntos. Meu marido cresceu acompanhando seu pai, de origem holandesa, o opa Wilderom, na tarefa de defumar peixes (vis, como ele dizia). Aprendeu o passo a passo e nunca mais esqueceu. A família mandara construir  uma casinha de defumar, nos fundos do sitio, para onde iam todo fim de semana. Quando me casei, aprendi a apreciar o sabor e aroma das cavalinhas recém defumadas. Pele dourada, rijas e um sabor inesquecível. Meu sogro continuou defumando peixes, por vários anos.Minhas meninas, aproveitaram muito bem essa iguaria, ao longo de sua infância, até que o avô, já cansado se desfez do sitio. Já não tínhamos mais o delicioso vis, mas a saudade de sentir aquele delicioso cheirinho outra vez, não nos abandonou. Meu marido sempre dizia, que ia construir um defumador e fazer os deliciosos peixinhos, como aprendera com o pai. Mas, até o momento não tínhamos nenhuma ideia de como e onde faze-lo.
No final de outubro, graças a um erro de calculo, ficamos com uma grossa placa de ardósia de 0,75x0,75cm, sem utilidade alguma, atravessada no jardim. O que era um estorvo, tornou-se um projeto novo. Meu marido olhou para ela, e disse resoluto:
- Aí esta a tampa do meu defumador!!

Eu ri, mas ele estava sério e decidido. Rabiscou, mediu, arrastou meu vaso de jasmim, pisoteou o jardim e por fim chamou nosso pedreiro de sempre, o Josias. Apresentou seu projeto e o Josias, depois de pensar um pouco, pôs mãos à obra. Em um fim de semana, lá estava ele....o defumador. Erguido, rebocado e adornado por azulejos portugueses que minha filha trouxera de sua recente visita à Portugal. Portinhas encomendadas e colocadas, grelhas e ferros de sustentação para os defumados.Pintura à cal e... finalmente ficou pronto!


Eu logo vislumbrei no teto, um ótimo lugar para algumas orquídeas que estavam apertadas em um canto do nosso mini jardim. Só havia um problema: não era época de cavalinhas. Loucos para estrear o defumador, mas sem nosso precioso ingrediente, meu marido teve a ideia de defumar linguiças. Fresquíssimas, linguiças de pernil de porco, recém compradas no frigorifico da região. Elas foram nossas primeiras cobaias. Processo lento e o resultado delicioso.


Nossos gatos, postados, adorando o perfume que saia, juntamente com a fumaça daquela estranha casinha recém construída. 

O primeiro teste foi muito positivo...mas aguardamos ansiosamente a temporada de cavalinhas, sem falar em um inesquecível filé de salmão, pacientemente defumado e rapidamente devorado. Mas aí já é outra história!

O processo todo de defumação das cavalinhas que vieram logo depois, está descrito no post:
http://truehappynest.blogspot.com.br/2012/08/cavalinhas-defumadas.html

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Abóbora com linguiça calabresa.

Sou fã das velhas e tradicionais receitas. Básicas e deliciosas. Arroz branco com um refogadinho de abóbora e linguiça, esse foi o almoço de hoje. Fica aqui a sugestão, para quem quiser experimentar. Simples e muito gostoso.

Abóbora com linguiça calabresa.
1 quilo de abóbora picada
200 gramas de linguiça calabresa picada em fatias finas
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
4 dentes de alho bem picados
1 cebola média picada
1/2 pimenta dedo de moça picadinha ( usei  pimenta jalapeño)
1 xícara (chá) de salsinha e cebolinha bem picada
1 tomate maduro sem pele picado
sal
Modo de fazer:
Pique a linguiça calabresa (defumada) em rodelas bem finas.
Pique o alho, a cebola e a pimenta.

Pique a abóbora em pedaços finos e pequenos.



Leve uma panela ao fogo, com o azeite. Deixe aquecer e adicione as linguiças picadas. Vá fritando até que fiquem bem douradas e crocantes. Junte o alho e a pimenta continue refogando.

Adicione a cebola e refogue mais um pouco. Junte a abóbora picada e continue refogando.
Adicione o sal, mexa bem e tampe a panela.

Usei a panela de pressão de pedra sabão, cozinhou em 10 minutos, no fogo baixo. Deixe cozinhar até que a abóbora fique bem macia e desmanche.

Junte a salsinha picada e tomate.



Mexa e deixe cozinhar mais uns 2 minutos. Desligue o fogo.
Sirva com arroz branco.
Bom apetite!!

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Bife à milanesa e bife à parmegiana.

O post de hoje, é Bife à Parmegiana. Dificil encontrar quem não goste, mas, há quem tenha aversão por frituras ou ache que dá muito trabalho para fazer. Pensando nisso, resolvi postar esta versão mais facil, que é feita no forno.  
Fica aqui a receita passo a passo, com todos os truques,  para quem quiser experimentar.
Bife à Parmegiana
600 gramas de bifes finos (usei coxão mole)
1/4 de xícara (chá) de salsinha e cebolinha picadas
2 dentes de alho picados
1/2 colher (sopa) de sal
pimenta do reino à gosto
1/2 colher (sopa) de vinagre
1/2 colher (sopa) de azeite de oliva
Para empanar:
1 e 1/2 xícara (chá) de farinha de rosca
1/2 xícara (chá) queijo parmesão ralado
1 e 1/2 xícara(chá) de farinha de trigo
3 ovos batidos
Para finalizar:
1 colher (sopa) de azeite de oliva
1 lata de molho de tomate pronto
200 gramas de queijo tipo mozarella em fatias ou ralado em ralo grosso

Modo de fazer:
Compre carne magra e bifes finos.
Tire a gordura e os nervinhos. Apare as laterais. Não jogue fora as tiras de carne das beiradas. Separe e utilize para fazer refogados ou picadinho. Corte os bifes, de forma proporcional.


Pique bem os temperos.

Espalhe os temperos picados, o sal, a pimenta do reino, o vinagre e o azeite sobre os bifes e reserve por aproximadamente  15 minutos.

Enquanto isso, separe as farinhas para empanar.

Misture a farinha de rosca com o queijo parmesão. Separe a farinha de trigo.
Bata os ovos inteiros. Passe o bife, dos dois lados, pela  farinha de trigo.

Depois passe o bife, pelos dois lados, nos ovos batidos.


Escorra o excesso.
Passe o bife, pelos dois lados, na farinha de rosca.





Repita o  processo, com todos os bifes.
Esse procedimento pode ser utilizado em filés de peixe. A receita é a mesma.
A seguir, unte um refratário, com um pouco de azeite.
Coloque os bifes empanados,  no refratário. Espalhe um pouco de azeite sobre eles.


Leve ao forno pré aquecido em 180 graus, por mais ou menos 35 minutos, ou até que o empanado, adquira uma crosta crocante e dourada.


Nesse momento, voce terá bifes à milanesa,prontinhos para serem servidos. Se quiser, transforma-los em bifes à Parmegiana, espalhe sobre eles, o molho de tomate de sua preferencia. Coloque a quantidade de desejar.Conforme o gosto de cada um. Aqui em casa, preferem o bife mais sequinho, com pouco molho.

 

Espalhe o molho.

   
                                       

 Para finalizar, distribua o queijo, sobre os bifes.
Leve ao forno por mais 10 minutos, para derreter o queijo.



Está pronto para servir bem quentinho. Bom apetite!!




sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Grilled cheese ou nosso querido queijo quente.

Geralmente, as receitas mais simples, costumam ser as mais gostosas. Nessa categoria eu incluo o queijo quente. Conhecido nos Estados Unidos como Grilled-Cheese, mereceu até um bem humorada reportagem da revista Time http://www.time.com/time/nation/article/0,8599,2086612,00.html
Tipica "confort food", fácil e rapida de fazer, começou a chamar a atenção, pelo numero de restaurantes especializados que começaram a surgir. Oh my Good... isso é comida de mãe, não de restaurante ou delivery!!
OK!. Polemicas à parte, uma sexta feira chuvosa é o dia ideal para um grilled cheese caseiro. Aqui fica a sugestão passo a passo, para quem quiser saborear.


Grilled cheese
fatias de pão italiano
fatias de seu queijo preferido ( pode ser tipo mozzarella, prato,cheddar ou edam)
azeite
orégano (opcional)
pimenta do reino (opcional)
Modo de fazer:
Em uma forma refratária de pizza, coloque uma generosa fatia de queijo (usei mozzarella), sobre pão italiano.

                                                  Regue com azeite.



A seguir:


Cubra com uma fatia de pão e corte mais queijo.


Coloque sobre o pão e regue com azeite.



Salpique orégano (se gostar).



Um toque de pimenta do reino.



Leve ao forno pré aquecido em 180 graus por aproximadamente 15-20 minutos...ou até que o pão fique crocante e o queijo irresistivelmente derretido.



Sirva quente e bom apetite!!

terça-feira, 13 de setembro de 2011

"Rustic rye bread" ou pão de centeio artesanal.

Gosto muito de pão de centeio. Seja para acompanhar geléias caseiras, frios ou queijos, principalmente, os cremosos, tipo Serra da Estrela. Mas, infelizmente, é cada vez mais dificil encontrar pães de centeio artesanais. Os industrializados, são muito leves, com um teor muito alto de trigo, perdendo aquele gostinho "meio amargo" tipico do pão de centeio artesanal.
Hoje, vou deixar postada, uma receita muito fácil, que permite saborear um pão fresquinho, com gosto de café da manhã, na velha Europa.

Pão de Centeio artesanal ( Rustic rye bread)

2 e 1/2 copos de farinha de centeio peneirada
2 copos de farinha de trigo peneirada
1 colher(sopa) rasa de sal
1 colher (sopa) rasa de fermento biológico seco
600 ml de água mineral gelada
Modo de fazer:
Em uma tigela grande, peneira a farinha de centeio e a  a farinha de trigo. Junte o sal e misture tudo muito bem.



Junte o fermento . Misture todos esses ingredientes secos.
Abra um buraco no centro da farinha e comece a despejar a água mineral gelada.


Vá despejando a água lentamente.Com o auxilio de uma colher, comece a misturar tudo, com movimentos circulares, a partir do centro da tigela.


 Continue até que toda a mistura esteja bem mesclada.


Cubra. Deixe fermentar pelo menos por 4 horas (esse é o grande segredo da leveza da massa).

Depois de 4 horas, a massa estará leve, com consistencia de esponja.

Com um pouco de óleo, unte uma forma de pão ou um refratário de bolo ingles ( usei o refratário).Salpique um pouco de farinha de trigo.
Com o auxilio de uma espatula, vá empurrando a massa, para dentro da forma. Se quiser dar um toque diferente, salpique um pouco de farinha de trigo sobre a massa.

Reserve.Deixe descansar mais 10 minutos, enquanto pré aquece o forno em 180 graus. Leve ao forno para assar, por aproximadamente 45 a 50 minutos. Até que forme uma casca firme e escura no topo.

Espere esfriar,desenforme e bom apetite!!!

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Queijo Serra da Estrela...um manjar!!

Há mais ou menos 20 anos atras, degustei pela primeira vez o queijo Serra da Estrela. Um amigo nosso, voltou de viagem à Portugal, e nos presenteou com um queijo de sua amada terra. Minhas filhas eram ainda pequenas, mas eu ainda me  lembro bem, que elas estavam muito curiosas para provar o queijo que viera de tão longe. À noite, todos juntos, nos deliciamos com aquela iguaria. Foi uma paixão imediata. Todos adoraram, sem exceção!
Agora, minha filha Stella, já crescida e casada, foi passar as férias em Portugal. Lembrou-se do delicioso queijo e foi procura-lo. Conseguiu achar o legitimo queijo de ovelha da Serra da Estrela, através do prestativo Paulo Longo, que além de vende-lo, nos esinou, à forma mais adequada de consumir o queijo. Obtendo assim, o melhor de sua cremosidade e sabor. Aprendemos por exemplo, a acompanha-lo com pão de centeio, que refina o paladar. Para quem quiser conhecer mais sobre esse queijo artesanal, uma das jóias gastronomicas do velho Portugal, pode acessar a página :http://www.facebook.com/ProdutosSerradaEstrela
Se tiveram a oportunidade de provar, não deixem de faze-lo.Com certeza, vão se apaixonar, como nós,  pela deliciosa textura e sabor!.